Negocios

A nossa carteira de Investidores procura:
Grupo de Investidores Portugueses procura Clínicas Médicas no Distrito do Porto para comprar parte ou a totalidade do capital.
Preferência por clínicas que possuam exames de diagnóstico e análises clínicas.

Aceda à nossa Base de Dados
Consulte a nossa “Lista de Empresas” para venda, no menu, e encontre o negócio que lhe interessa
Se estiver interessado num negócio em particular, e não encontre, entre em contacto connosco
Temos vários negócios em carteira que não estão publicitados
Se deseja anunciar, preencha o “Formulário para Venda” e entraremos em contacto consigo

O nosso apoio consiste em:
• Aconselhamento e estruturação da operação
• Avaliação de empresas ou negócios
• Promoção ativa e divulgação do negócio
• Procura de potenciais compradores ou vendedores para a operação
• Representação de proprietários e investidores
• Assessoria na transação e fecho da operação
• Assessoria em processos de Fusão
• Assessoria em processos de MBO, MBI e LBO

“Management Buy-Out” (MBO)
Operação que se destina a apoiar a aquisição do controlo da empresa pela Administração ou por sócios minoritários. Exemplos destas operações vão da aquisição de subsidiárias de grandes grupos empresariais pelos seus gestores, até à aquisição do controlo de empresas ou grupos familiares.

“Management Buy-in” (MBI)
Operação que se destina a apoiar a tomada de controlo da Administração de uma empresa por uma equipa de gestores externa.

“Leveraged buyout” (LBO)
Também conhecido como “highly-leveraged transaction”, refere-se a uma transação onde se adquire o controlo acionista da empresa e uma parcela significativa do pagamento é financiado através de dívida. Esta estratégia normalmente passa por criar um veículo (empresa) com relativamente pouco capital que procede à compra da empresa alvo endividando-se pelo montante da compra.

Encontramos os potenciais sócios/parceiros que necessita para implementar a estratégia que delineou para a sua empresa.

• Parceiros comerciais (a nível nacional e internacional) – eventuais clientes e fornecedores

• Parceiros de negócio (a nível nacional e internacional) – eventuais sócios / financiadores (business angels)

Entre em contacto connosco enviando-nos um email de contacto com uma breve descrição do seu projeto.

O valor das empresas tem vindo a assumir uma crescente importância na gestão das organizações, uma vez que a criação e a manutenção desse mesmo valor é um factor chave para o sucesso ao nível da angariação de novos parceiros, de negociação com investidores/financiadores, bem como na concretização de operações de fusões e aquisições.
Com base nesta realidade, a Beon desenvolveu uma metodologia de avaliação de empresas, partes de empresas ou projectos de investimento que permite aos seus clientes procederem a transacções de compra e venda de empresas, com a garantia da melhor tomada de decisão, bem como o melhor acompanhamento em todo o processo de negociação.
O objectivo máximo da avaliação de um negócio ou empresa é a elaboração de um dossier técnico necessário à captação de interesse e de potenciais investidores e financiadores de uma empresa.

Entre em contacto connosco e conheça o nosso método de trabalho.

1) Óptica Patrimonial – Baseia-se na valorização dos activos da empresa, ajustados ao valor de mercado actual. Estes activos serão depois deduzidos dos passivos, obtendo-se o valor dos capitais próprios. Este método é usado sobretudo em empresas com activos elevados, nomeadamente quando estão em questão empresas do sector do retalho ou sector industrial.

Este processo considera os seguintes dados, cuja soma determina o valor do mercado:
• FMV/FA (Fair market value of fixed assets and equipment, Valor justo de mercado dos activos fixos e equipamento) – Este é o preço pago no mercado livre para comprar activos ou equipamentos similares;
• LI (Leasehold improvements, Melhorias de arrendamento) – Benfeitorias realizadas em imóveis arrendados;
• OB (Owner benefit, Benefício de dono) – Salário auferido pela Gestão da empresa por parte do proprietário;
• I (Inventory, Inventário) – Valor de inventário, inclusive matérias-primas, produtos em curso de fabrico e bens ou produtos acabados.

2) Óptica do Rendimento – Discounted Cash-Flows: Exige um trabalho preliminar no desenvolvimento de uma projecção para os próximos anos fundamentada numa determinada estratégia, condicionada pela envolvente prevista. O objectivo final será a obtenção de um intervalo de valor baseado no método DCF (Discounted Cash-Flows). Método frequentemente usado para avaliar negócios cujo valor advém da sua capacidade para gerar fluxo de caixa e lucro.

3) Óptica de Mercado – Método dos Múltiplos de Mercado: O valor é determinado pelo mercado ou por referência ao valor de empresas similares comparáveis, através de múltiplos médios de mercado aplicados a determinado cash-flow. Este método determina o valor de um negócio usando um valor de vendas de “média de indústria” como um multiplicador. A média de indústria é baseada em negócios comparáveis vendidos recentemente. Como resultado, é gerada uma fórmula específica de indústria, normalmente baseada em um múltiplo de vendas brutas.

A Beon presta toda a assessoria na venda do capital de uma empresa, desde a definição da estratégia de venda, à procura de potenciais compradores, negociação com os mesmos e fecho da operação.

Motivações mais comuns para a venda de uma empresa ou negócio:
– Ausência de sucessores no momento da reforma dos sócios-gerentes;
– Dificuldades de tesouraria;
– Estratégia de desinvestimento em sectores fora do core business;
– Financiamento de outras operações;
– Incompatibilidades de gestão e dissidência de sócios/acionistas;
– Necessidades de encaixar capital para efetuar investimentos.

1) Estruturação da Operação
– Análise da empresa
– Definição do preço indicativo, termos e condições da venda
– Elaboração de Dossier de Venda/ Relatório de Avaliação

2) Promoção da Operação
– Promoção e divulgação da operação
– Procura de compradores
– Avaliação dos potenciais compradores
– Troca de informação /documentação

3) Negociação e Fecho
– Processo negocial
– Due diligence
– Revisões finais
– Fecho da operação/transação

Se deseja vender a sua empresa, é muito importante…

1. Saber reconhecer o mais rapidamente possível o verdadeiro grau de interesse do potencial comprador, bem como se este possui a capacidade financeira necessária para realizar a operação.
2. Saber que informação pode e deve ser disponibilizada ao potencial comprador, como deve ser facultada e quando deve ser entregue, de forma a salvaguardar o máximo de confidencialidade e secretismo do processo.
3. Ter o máximo de precaução, de forma a que não seja divulgada a sua intenção de venda no mercado e muito particularmente no seu sector, nem tão pouco aos seus Stakeholders (clientes, fornecedores, colaboradores, Estado, entre outros).
4. Não descurar em nenhum momento a gestão corrente do seu negócio, de forma a que o valor da empresa não seja afetado pelo decorrer do processo.
5. Conferir um mandato exclusivo de venda a consultores especializados que possam estabelecer os contactos necessários e gerar uma shortilist de potenciais compradores.
6. Estar bem assessorado para saber negociar as garantias e condições de pagamento no prazo acordado e todos os aspetos jurídicos implícitos da operação (ex. contrato de compra e venda).
7. Tentar obter propostas de vários potenciais compradores, de forma a ter opção de escolha e maior margem de manobra nas negociações;
8. Solicitar uma avaliação técnica e independente da empresa, mesmo que tenha uma ideia do preço desejado, de forma a que o preço pedido não inviabilize as negociações por ser desajustado à realidade da empresa/sector.
9. Considerar a todo o momento os aspetos humanos da operação, como sejam a relação com os fornecedores, colaboradores e clientes.

Por todas as razões apresentadas, é essencial solicitar a assessoria e execução da operação a consultores especializados com experiência em fusões e aquisições de empresas, que possuam os conhecimentos necessários para levar a cabo todos os serviços de suporte à operação (avaliação técnica da empresa, auditoria às demonstrações financeiras, vendor due diligence, elaboração do business memorandum, elaboração do contrato de compra e venda e planeamento fiscal da operação).

A Beon assegura a estruturação de toda a operação de aquisição, desde a definição dos critérios de compra, à procura de empresas “alvo”, negociação e fecho da operação.

Motivações estratégicas mais comuns para a compra de empresas ou negócios:
– Aquisição de novas tecnologias
– Consolidação
– Expansão geográfica
– Extensão de produtos ou mercados
– Incorporação de Investigação & Desenvolvimento (know-how)
– Eliminação de barreiras à entrada em nichos de mercado ou sectores específicos
– Anulação de concorrentes indesejáveis

1) Estruturação da Operação
– Análise dos objectivos de compra
– Definição dos critérios de aquisição/ perfil

2) Promoção da Operação
– Procura de empresas “alvo” de compra
– Troca de informação/documentação
– Qualificação das empresas target identificadas

3) Negociação e Fecho
– Gestão do processo negocial
– Revisões finais do processo
– Definição da estratégia de financiamento
– Transação

Conselhos para quem quer comprar

Se deseja comprar uma empresa, é muito importante…

1. Definir as características chave e o perfil ideal da empresa alvo a adquirir.
2. Desenvolver um método de avaliação do potencial das empresas que se encontram em posição potencialmente vendedora.
3. Saber que informação pode e deve ser solicitada às empresas em posição potencialmente vendedora e que possa servir de apoio à decisão.
4. Não descurar em nenhum momento a gestão corrente do seu negócio actual, não permitindo que as negociações em curso possam interferir com a estratégia delineada para a própria empresa.
5. Conferir um mandato exclusivo de compra a consultores especializados que possam estabelecer os contactos necessários com as empresas alvo mantendo o anonimato do comprador.
6. Ter consciência que é mais provável o sócio/gerente revelar a sua intenção de venda da empresa a um consultor independente do que fazê-lo a uma empresa concorrente do sector.
7. Estar disposto a analisar a hipótese alternativa de aquisição total ou parcial das participações nas empresas em posição potencialmente vendedora.
8. Estar bem assessorado por um consultor independente em todo o processo de negociação da empresa alvo.
9. Ter à disposição uma shortlist de empresas em posição potencialmente vendedora de forma a ter opção de escolha e maior margem de manobra nas negociações.
10. Solicitar uma avaliação técnica das empresas em posição vendedora, mesmo que tenha uma ideia do valor da empresa, de forma a que o preço oferecido não inviabilize as negociações por ser desajustado em relação ao real valor da empresa.

Venha conhecer o mundo Beon!

Formulário para Venda

diver